Dístico da Igreja Evangélica Brasiliera
Igreja Evangélica Brasileira
Datas Comemorativas
6 de Junho de 1954
64º aniversário da Congregação de Poções-BA
7 de Junho de 1998
20º aniversário da Congregação de Vitória da Conquista-BA
13 de Junho de 1902
116º aniversário da Congregação de Bangú-RJ
18 de Junho de 1978
40º aniversário da Congregação de Arraial-SP
21 de Junho de 1992
26º aniversário da Congregação de Brasília-DF
27 de Junho de 1954
64º aniversário da reabertura da Congregação de Recife-PE
29 de Junho de 1941
77º aniversário da Congregação de Guaiaúna-SP

A Igreja Evangélica Brasileira foi chamada à existência para pregar aos homens a Verdade, mostrando-lhes o caminho, que, seguido, os conduzirá à vida. Procura induzí-los a trilhar a senda que os levará aos pés do seu divino Mestre e Senhor. Concita-os, assim, a procurar no próprio Deus, fonte perene do bem, aquilo que os tornará eternamente felizes: a graça divina que, por jamais ter fim, sobrepuja a todas as coisas que, sendo terrenas, são para eles coisas efêmeras e passageiras.

É proibida a cópia de imagens, textos ou reprodução de qualquer tipo, sem prévia autorização.

Correio Eletrônico: webmaster@igrejaevangelicabrasileira.com.br

© 2000 - 2018 Todos os direitos reservados

Notas


"Não vos aflijais, pois, dizendo: que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos cobriremos. E assim, não andeis inquietos pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã a si mesmo trará seu cuidado; ao dia basta a sua própria aflição."

(S.Mateus – Cap - 6 vs 31 e 34)

"O trabalho e o cuidado do dia de amanhã infelizmente ocupa em nosso coração um lugar muito maior que o da eternidade; e, no entanto esse amanhã é tão incerto quanto o futuro eterno é infalível. Se deve haver um amanhã para nós aqui na terra, Deus providenciará em tudo o que lhe diz respeito; e será, sem dúvida, encarregando-o de nos trazer os sofrimentos necessários à educação de nossa alma, a dose de provas suficiente para nos destacar na terra, nos preparando para o Céu. Conservar seu olhar constantemente fixo na pátria celeste, não é o melhor preservativo contra os cuidados inerentes a nossa passagem por este mundo?"

Ensino ministrado pelo Doutor Miguel e publicado na "Gazeta da Noite do Rio de Janeiro" em 1879/80